sábado, 11 de novembro de 2017

Saudade de um olhar

Há quanto tempo nossos 
olhares não se encontram, 
provocando uma saudade 
da magia incontrolável 
de seduzir através da retina.
Guardava a minha imagem 
no seu coração... 
Este mesmo olhar falava – me 
do meu sorriso, do meu caminhar, 
dos meus gestos... 
Falava – me da beleza das flores, 
do canto dos pássaros, 
do brilho das estrelas, do luar, 
do querer encontrar as minhas mãos... 
Fazia – me voltar à adolescência, 
deixando – me feliz, 
fazendo meu coração palpitar... 
Será que falava de amor? 
Será que falava para minha alma? 
Será que era fantasia? 
Será que era atração? 
Só sei que me envolvia e me encantava...
A atração era mútua dava para perceber... 
Sua fala através da poesia
embriagava – me ficando tonta de prazer...
Encontra o meu olhar novamente
faz a magia novamente acender...
Autoria: Cleusa Melo