quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Só imaginação

Imagino que sou seu
Fico agarrado em pensamentos
Sutis...
Maliciosos...
Pecaminosos...
Ponho-me a sonhar
Que somos amantes
Vivemos a nos amar.
Em meus sonhos
Ou devaneios
Sinto-te meus braços
Em longas noites
De amor....
Nossos corpos estremecendo
Sussurros ardentes ao pé do ouvido 
Num jubilo de orgasmo sem fim.
Pena são só meus sonhos e devaneios
De um ser solitário
Verdadeiro ermitão
Que vive um dia na esperança sim
De ter uma musa.
Em estado de amor
Permanente...
Djalma Pinheiro