quinta-feira, 14 de maio de 2015

Chore o quanto precisar

Chore o quanto precisar. 
Choro preso pesa. 
Depois se erga e tente o que puder. 
Tentar, mesmo não dando certo, alivia. 
E quanto aos erros, a gente erra mesmo. 
Erra feio. Mas também acerta. 
Lembre dos acertos, viu? 
São inúmeros.

Rachel Carvalho