domingo, 31 de julho de 2016

Ser feliz

As minhas escolhas 
por vezes tão doídas... 
Mas com a melhor intenção 
de viver em paz e mais feliz. 
Cidinha Araújo

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Dói

Dói né? 
Quando você sente 
algo te matar, mas aí 
você tem que agir como 
se isso não te importasse.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

terça-feira, 26 de julho de 2016

Recomeço

Se der errado, 
a gente dá um jeito. 
Se quebrar, 
a gente conserta. 
Se bagunçar, 
a gente arruma. 
E se tudo acabar, 
a gente recomeça.
João Pedro Bueno

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Cuidando de Roseiras em vasos

E evocando a beleza e força das rosas e das mulheres que afortunadamente receberam este nome, pedimos a nossa consultora Viviane Noda que abrisse o seu jardim e dividisse conosco as superdicas de como cuidar de roseiras em vasos. 


Passo a passo de como cuidar de roseiras

Preparando os vasos

Viviane Noda do Projeto Porque não explica que as roseiras “são tolerantes à maioria dos tipos de solos, desde que tenham boa drenagem e adubo orgânico”. Por isto ela prepara os vasos da seguinte maneira:

Os vasos devem ter furinhos no fundo. Viviane coloca uma camada de pedrinhas, pedacinhos de madeira ou outro material para que a água consiga passar mais fácil. Só depois coloca a terra.

Adubo

Tem que ser orgânico, olha o que a Viviane conta: “existem muitas receitas de adubos orgânicos, na minha opinião, o mais simples é utilizar os ingredientes que sobram da cozinha como pó de café, casca de ovo, casca de banana, etc.”.

Regas

Viviane ressalta que “as regas devem ser feitas no caule, pois o contato direto da água com as folhas e flores pode incentivar o aparecimento de fungos. Enquanto a sua roseira ainda for muito jovem, é recomendável regar diariamente até as primeiras flores aparecerem. Quando a planta atingir a maturidade, a rega pode passar para uma vez por semana no inverno e duas vezes no verão”. Viviane também esclarece que esta é uma regra geral e que depende muito do clima de onde você mora, para ela o “melhor medidor é a terra, verifique sempre se a terra está seca ou úmida. Caso esteja úmida, não precisa de rega”.

Iluminação e poda

Segundo Viviane o ideal é que as roseiras recebam de 6 a 7 horas de sol por dia. Já a poda, “normalmente eu não costumo podar as rosas, só tiro as folhas amareladas e, às vezes, as flores que já estão bem murchas e morrendo, a famosa poda de limpeza”, conta Viviane.

Agora é só se inspirar com as dicas e as roseiras da Viviane e fazer um jardim de rosas aí pertinho de você!


“Tu és, divina e graciosa, estátua majestosa do amor por Deus esculturada…” música de Pixinguinha e letra de Otávio de Souza, esta canção belíssima acabou recebendo um nome justíssimo: Rosa! Este foi o segundo título da música, o primeiro era Evocação.